Vício do jogo: como prevenir

O jogo a dinheiro é uma forma de entretenimento que não está isenta de riscos. Os riscos mais comuns são o vício e a perda do controlo financeiro pessoal. Existem formas de minimizar estes riscos, tais como apenas jogar com dinheiro em que se pode dar ao luxo de perder e também apostar de forma responsável.

Na nossa plataforma vivaposta.pt queremos ajudar os nossos apostadores a tornarem-se apostadores inteligentes e responsáveis. É por isso que fornecermos 3 dicas essenciais para jogar com inteligência e continuar a apostar como um prazer e não como um vício:

  • Gerir o seu dinheiro.
  • Gestão do seu tempo.
  • Jogar apenas para entretenimento.

Gerir o seu dinheiro

Controlar o seu fluxo de caixa é uma boa abordagem para evitar problemas de jogo e diminuir as suas hipóteses de perder o controlo financeiro caso o resultado das suas apostas seja negativo. Como descrito abaixo, há uma variedade de abordagens à utilização da gestão do seu dinheiro para restringir o jogo.

1) Criar um orçamento.

Primeiro, pense em quanto dinheiro vai precisar para satisfazer necessidades como alimentação, seguros, e aluguer. Decida quanto está disposto a arriscar ou perder em jogos de azar e apostas desportivas durante um determinado período de tempo. Definir uma soma que pode utilizar para o dia, a semana, ou o mês. É importante definir qual o valor económico que não lhe fará falta para ao final do mês para todas as suas despesas essenciais.

2) Estabelecer limitações

Limite a quantia de dinheiro que pode depositar, perder, ou usar numa única aposta. Aconselha-se que tire partido da funcionalidade de limite fornecida pela maioria dos operadores para o ajudar a manter-se dentro das suas restrições. Como resultado, será mais simples manter o seu plano.

3) Evite pedir dinheiro emprestado para apostar.

Evite contrair empréstimos de familiares, amigos, ou outras fontes de crédito. O risco do seu jogo irá aumentar se jogar com dinheiro emprestado. Além disso, as suas possíveis perdas podem prejudicar não só a si, mas também os que o rodeiam.

4) Retire os seus ganhos.

É aconselhável levantar algum dinheiro se tiver uma vitória considerável. Após um ganho significativo, abstenha-se de jogar mais, porque isto poderia aumentar o seu risco de tomar uma decisão demasiado ambiciosa e pouco pensada/elaborada. Evite apostar com grandes quantidades de dinheiro, porque a tentação de jogar jogos mais arriscados pode aumentar.

5) Acompanhe os seus lucros e perdas.

Pode determinar se as apostas desportivas e o jogo são verdadeiramente uma fonte de rendimento sustentável para si, mantendo um registo do seu desempenho passado; para a maioria, não o são.

6) Restrições aos levantamentos de dinheiro

Solicite que o seu banco imponha limites ao montante que pode levantar.

7) Aderir à sua estratégia!

Acima de tudo, cumpra com o seu plano! Se tomou a decisão de se cingir a um orçamento ou colocar restrições em cada aposta, tenha isso em mente. É sempre uma boa ideia procurar assistência para determinar as medidas que podem ser tomadas para evitar o desenvolvimento de comportamentos de jogo insustentáveis, se verificar que ocasionalmente não consegue controlar as suas limitações.

Gestão do tempo

Um sábio apostador mantém um registo do seu tempo, certifica-se de que tira dias de folga das apostas, e também gosta de desporto sem apostar.

De acordo com as recomendações canadianas de jogo de baixo risco, deve limitar o seu jogo a não mais de 4 dias por mês para manter a sua exposição ao risco a um mínimo.

Estabeleça limites com os quais se sinta confortável, e avalie regularmente o seu cumprimento dos mesmos.

Apostas ao vivo que são rápidas e contínuas podem facilitar a perda de tempo.

Por que razão devo preocupar-me com o tempo que gasto?

Quando gostam de ver um jogo de futebol, um jogo de ténis, ou outros eventos desportivos, muitos participantes apostam para ter uma pressa extra. Embora esta pressa possa ser agradável, também pode fazer com que se perca a noção do tempo, especialmente se se procurar frequentemente as melhores probabilidades ou apostar em apostas ao vivo de ritmo rápido.

Conselhos sobre como apostar sensatamente com frequência tem a ver com gastar dinheiro, como fazer um orçamento para as suas despesas de jogo. Embora o controlo das despesas financeiras seja sem dúvida crucial, os apostadores astutos também controlam a sua gestão do tempo.

Passar um tempo excessivo a jogar pode, em situações extremas, resultar na negligência de outras atividades como exercício ou tarefas relacionadas com o seu trabalho, ou estudos. Pode também resultar na rutura de relações.

Como controlar o seu tempo?

Para ajudar os jogadores a controlar quanto tempo passam a jogar, várias casas de apostas e operadores fornecem ferramentas como relógios de ponto e limites de tempo. Se o agente de apostas ou operador escolhido tiver uma ferramenta deste tipo, a sua utilização para tomar decisões pode ser benéfica. Eles podem ajudá-lo a determinar antecipadamente quanto tempo quer passar a apostar e tornar simples o acompanhamento do seu progresso. Se a sua casa de apostas favorita não fornecer tal característica, pode conceber o seu próprio arranjo simples, definindo um temporizador ou utilizando o cronómetro do seu telefone para acompanhar a passagem do tempo ao fazer apostas.

Outra forma é registar quanto tempo estima passar a apostar ao longo de uma semana e depois acompanhar sistematicamente a sua utilização do tempo ao longo de algumas semanas. Não se esqueça de prestar contas do tempo gasto na organização e pesquisa de potenciais apostas. Se subestimar significativamente o tempo que passa a jogar, pode ser uma dica de que poderá beneficiar de estabelecer limitações de tempo para si próprio ou de prestar mais atenção ao relógio quando fizer apostas.

Quanto é excessivo?

Uma vez que isto varia consideravelmente de jogador para jogador, é bastante desafiante determinar quanto tempo é demasiado. Uma sugestão é decidir sobre uma soma que se sinta à vontade para discutir com um amigo próximo ou membro da família.

As Diretrizes de Jogo de Baixo Risco foram divulgadas pelo Centro Canadiano sobre o Uso e Vício de Substâncias no mês passado. São o resultado de cinco anos de investigação que incluíram dados de jogo, dados de inquéritos a jogadores e comentários de especialistas. Conforme as recomendações, se desejar reduzir o risco de danos relacionados com o jogo, deve limitar o seu jogo a não mais de quatro dias por mês (para além de seguir as outras diretrizes).

Se apostar mais de quatro dias, isto não implica que tenha um problema, mas irá aumentar a sua exposição ao risco.

Jogue apenas para entretenimento.

Quando sentir que tem controlo sobre a atividade, o jogo, como qualquer outro tipo de entretenimento, pode ser agradável com moderação.

Pode ser realmente frustrante quando começa a perder o controlo sobre o seu jogo e se encontra a tentar recuperar os fundos perdidos.

O jogo pode transformar-se num modo de vida para algumas pessoas, impedindo-as de se concentrarem em outras coisas significativas para elas. Pode ser útil vigiar cuidadosamente se isto se qualifica como entretenimento ou não.

O que fazer no caso de problemas de dependência?

Se, apesar destes conselhos, o jogo se tornar um problema, aconselhamos-lhe a contactar uma organização especializada em prevenção e ajuda aos viciados no jogo. 

Aqui estão alguns links úteis:

https://www.sicad.pt/

https://www.srij.turismodeportugal.pt/pt/

Tiago Jorge
443 articles
Tiago Jorge é um amante de desporto que foi atleta Federado de Hóquei em Patins durante 22 anos com passagens pela Seleção Portuguesa de Hóquei em Patins, Benfica e Sporting. Formado em Marketing e Comunicação, atualmente desenvolve conteúdos sobre a atualidade desportiva em Portugal e para os amantes de iGaming.