18+ | Jogue com responsabilidade | Termos e Condições Aplicáveis | Conteúdo comercial | Somente para novos clientes

10 dicas para lidar com as perdas nas apostas desportivas

À semelhança do que acontece com outras áreas da nossa vida, perder no âmbito das apostas desportivas deve ser encarado como uma ocorrência natural. Ainda que possa causar frustração e desafiar muitas vezes a lógica mais sólida. Neste artigo examinamos as várias formas de lidar com o fracasso e de limitar as perdas que são inevitáveis durante o nosso percurso de apostador.

Como Lidar Com O Fracasso Nas Apostas - 10 dicas para lidar com as perdas nas apostas desportivas

👉 Faça pausas

O apostador profissional John Basquill, que gozou de imenso sucesso ao longo de uma década a apostar como parte do seu trabalho, identificou o período de 15 minutos após uma aposta mal calculada como a altura crítica mais perigosa para todos os apostadores.

Este é o período em que os apostadores estão em maior risco de “perderem a cabeça”, e em que toda a componente racional pode ser posta de lado numa altura em que só queremos recuperar as perdas. A reação é evidentemente ilógica quando a falta de sorte calha a todos, mas é um tipo de comportamento comum que sucede repetidamente quando algo de inesperado acontece.

Quando acontece um golo no último minuto qualquer apostador pode perder as estribeiras, não importa quão disciplinado e experiente seja. A melhor política neste caso parece ser forçarmo-nos a pausas certas. Por outro lado, devemos deixar de lado a ideia de que temos de atingir certos objetivos diários, ou conquistar determinados valores para manter uma ideia de produtividade.

Em vez disso, analise o balanço de lucros e perdas durante um período de tempo passado, de forma calma e desapegada, por exemplo no fim de cada mês. Deste modo poderá detetar alguns erros de análise e afastar-se da confusão e frustração que advêm da frustração das perdas em certos momentos.

👉 Mantenha uma atitude profissional

Compare a atitude de certos apostadores desportivos mais sérios ao de desportistas profissionais. Esta analogia pode funcionar bem quando se trata de lidar com emoções negativas depois de uma série de perdas. Até os melhores apostadores podem entrar num ciclo de perdas e azar, mas é a forma como lidam com essas perdas que lhes vai permitir recuperar e elevarem-se acima dos falhanços efetivos.

Imagine que é um treinador de futebol que acaba de assistir a um jogo perdido da sua equipa já no tempo de descontos, depois de 90 minutos de grande equilíbrio.

A última coisa que vai querer fazer agora é partir para novo jogo de alta intensidade, sem se dar um tempo para recuperar estado emocional da equipa. É necessário descanso e tempo de reflexão para abordar táticas, lesões e tentar recuperar uma estrutura vencedora para a próxima partida.

A mesma abordagem podemos aplicar às perdas em apostas desportivas. Se estiver a enfrentar uma sequência de apostas perdidas que o está a levar a más decisões, ou a cada vez mais inconsistência de apostas, comece por se dar uma pausa. Alguns dias fora do mundo das apostas é boa ideia para recuperar energias e evitar decisões impulsivas.

Não há um único apostador no mundo que consiga preservar a sua banca com apostas à pressa e emotivas, sem seguir um plano racional de apostas. Fazer pausas de alguns dias é por isso fundamental. Refresque e volte ao mercado de apostas apenas quando se sentir preparado.

Saiba mais: Código Promocional Betano hoje: Aposte com VIVABET

👉 Mude de estratégia

Patrick Veitch, um dos apostadores mais destemidos do Reino Unido e com um percurso nos mercados que remonta aos anos 1990, refere que evoluir nas suas estratégias foi fundamental para se manter competitivo.

Os apostadores nunca tiveram, como hoje, tantas oportunidades de apostas, ainda que manter uma banca em crescimento seja também cada vez mais difícil. Com os novos paradigmas do mercado, Veitch optou por apostar em corridas de cavalos com valores reduzidos e, só depois de fazer uma pesquisa em detalhe sobre os vários competidores da corrida, é que decide em quem apostar e a que odds.

Estas decisões integram um modo de pensamento sistemático e que resulta das novas seleções oferecidas nas casas de apostas, o que é um processo diferente do que seguia há apenas cinco ou seis anos.

👉 Atualize-se com os novos tempos

Os perigos de ficar parado no tempo quando os primeiros sinais de perdas consecutivas aparecem são ilustrados por muitos apostadores falhados, por vezes até entre aqueles que passaram anos com apostas de sucesso e que agora já não conseguem ganhar mais. Johnny “Lights” Herndall foi um apostador de referência em corridas de cavalos durante os anos de 1980 e 1990, no sul de Inglaterra.

Ele tinha muito bons contactos, sabia identificar apostas de valor e também o tipo de seleções mais vantajosas. Contudo, com a chegada das casas de apostas online, os “segredos” que só ele e outros privilegiados tinham deixaram de ser competitivos e todo o seu sistema de apostas deixou de ter valor.

Antes do advento das casas de apostas online, era comum apostar com dinheiro em corridas de cavalos modestas, avaliando cavalos dotados numa altura em que as odds e os preços das apostas eram menos regulados. Com as novas plataformas digitais, aquilo que eram apostas de valor com odds de 4.00 ou superiores baixaram para 2.50 ou menos, com a margem de lucro a evaporar-se completamente do dia para a noite.

👉 Reduza o valor das apostas e limite o máximo de perdas

O melhor conselho que podemos dar sobre quando o azar bate à porta e uma sucessão de seleções perdedoras começa a surgir é reduzir o valor dessas apostas. Se um apostador costuma ir a jogo com 100€, reduza o orçamento de apostas para 25€.

O que costuma acontecer, e que é fruto de apostas irracionais, é que aumentamos o valor da parada quando estamos frustrados com as perdas recentes, tentando recuperar rapidamente essas perdas. É durante este período que todo o trabalho difícil é deitado fora.

O apostador profissional Steve Noyce uma vez disse: “É muito melhor começar devagar, na primeira mudança, e tentar ser um corredor maratonista, do que fazer um sprint que nos vai esgotar rapidamente”. Saber que montantes apostar é uma das coisas mais difíceis de definir, em todo o caso a questão emocional não deve ter influência na escolha do nosso orçamento de apostas.

👉 Coloque apostas mais ponderadas e tente restaurar a sua confiança

Colocar menos apostas, ser mais seletivo e tentar ir a jogo só quando há vantagens claramente identificadas a nosso favor. Deixe de dar importância a apostas “interessantes”, ou seja, as que geram emoções porque está a ver um jogo ao vivo ou porque tem uma ligação emocional às equipas, e foque-se apenas nos setores onde tem algum conhecimento objetivo. Este é um conselho óbvio, mas que muitas vezes é ignorado, especialmente quando as coisas não correm bem.

Um apostador consistente consegue ganhar a vida apenas com apostas em futebol, às vezes recorrendo a algoritmos complexos que analisam os mercados e lhe indicam as apostas de valor tendo em conta os preços e as odds.

Ele consegue obter retorno deste método mas, como por vezes isso torna-se um autêntico modo de vida, é fundamental que funcione no longo prazo. Um erro apenas com os imponderáveis que fazem parte das apostas, como um golo surpreendente no último segundo, pode deitar tudo a perder, o que implica avançar para uma gestão emocional logo de seguida.

Saber que imprevistos acontecem e admitir vulnerabilidades é o primeiro passo para qualquer apostador que queira ter futuro no mercado. E isto não significa ter uma postura passiva de mera aceitação das perdas, muito pelo contrário, significa que a gestão de risco é mais atenta e que poderemos preservar a nossa banca com mais consistência.

👉 Perceba que é normal ter ciclos de perdas

O que é um ciclo de perdas? É quando começamos a perder de forma sistemática, independentemente das estratégias e da gestão de apostas que façamos. Nem sempre os mercados são justos connosco, e isso tem a ver com a forte componente de sorte ou de azar que também está associada aos jogos – mesmo quem faz carreira de apostador, e passa anos a apostar, saberá que há momentos em que um ciclo de perdas vai acontecer.

Se as suas perdas estiverem, contudo, a gerar um dano significativo na sua banca, então é porque deve reconsiderar o seu plano de valor de apostas (isto é, quanto dinheiro coloca em cada seleção de apostas). Deve também considerar os seus critérios de seleções (isto é, as razões subjacentes às suas escolhas de apostas). As perdas vêm e vão. Mas cada cada ciclo de perdas pode também ser uma boa oportunidade para rever estratégias de apostas, nomeadamente o valor que apostamos e o modo como preservamos a nossa banca.

Quando o plano de apostas e a seleção de apostas de valor têm boas fundações, então será apenas uma questão de tempo até superarmos o ciclo de perdas. Contudo, se esse plano for inconsistente então é necessário fazer as alterações apropriadas em tempo útil, já que a banca de apostas ficará em risco sério.

👉 Analise o seu histórico de apostas

Se estiver a atravessar um longo período de perdas, que poderá significar uma redução substancial no valor da sua banca, então há algo de muito errado no seu estilo de jogo que deve ser corrigido. A primeira coisa a fazer não é perseguir perdas e recuperá-las rapidamente. Debruce-se antes sobre o seu histórico de apostas e veja o que pode ter acontecido de errado.

Um bom hábito a desenvolver é manter registos das suas apostas, comentando as abordagens tomadas sempre que decidimos apostar. Manteve-se fiel aos montantes de apostas definidos anteriormente? Analisou devidamente um evento particular como tinha planeado? Seja sempre honesto consigo.

Se por algum motivo falhar nos seus planos de apostas, mantenha uma nota sobre o porquê de isso ter acontecido – pode até fazer isso com apostas vencedoras. Porquê? Porque quando revê as suas apostas onde se afastou dos planos iniciais, poderá compreender quanto dinheiro isso custou por um pequeno lance de sorte.

Algumas seleções serão vencedoras, mas muitas das apostas impulsivas e emocionais irão custar dinheiro. Não há melhor forma de apostar do que desenvolvendo disciplina e fazer a difícil desconstrução do que pode ter corrido mal em ciclos de perdas, em vez de ceder a pensamento negativo e derrotista. Só assim poderemos recuperar e voltar a ciclos virtuosos de vitórias.

Veja também: Quanto apostar – Dicas para a sua estratégia financeira

👉 Não tenha medo

Isto pode soar um pouco estranho, mas mantermo-nos com uma ética de apostas baseada na confiança em nós mesmos e nos nossos planos pode ser fundamental para ultrapassar ciclos negativos de perdas. Como referimos antes, as perdas são certas, mesmo quando aplicamos planos muito bem desenhados de apostas.

Por isso, quando chegar um momento menos bom, mantenha a cabeça fria e não se desvie do seu plano, mesmo que lhe comecem a assaltar dúvidas. Manter os processos de apostas é importante, não nos desviando dos objetivos e do volume de apostas planeado para uma gestão de risco responsável.

Se mantiver a compostura, conseguirá sair de um ciclo de perdas e até ganhar mais confiança para o futuro. Saber lidar com as dificuldades é, certamente, umas das formas de reforçar o perfil vencedor de qualquer apostador que se queira manter nos mercados no longo prazo.

O sentimento de dúvida, as preocupações de que tudo não passa sorte ou aza, são pensamentos legítimos que irão surgir. Mas lembre-se que todos os apostadores passam pelo mesmo, e que o primeiro ciclo de derrotas será sempre o mais difícil.

Assim que souber (e sentir) que perder apostas é comum e normal, então será capaz de se ajustar melhor a esses momentos e também sair deles com mais facilidade. Não perca o norte do seu estilo e estratégia de apostas, mantenha-se com a cabeça fora de água e, acima de tudo, não tenha medo quando as dificuldades surgem.

👉 Ultrapasse as dificuldades

Quando as perdas se instalam é o momento certo para cuidar de si. Não se critique ou entre em discursos internos derrotistas, mantenha a cabeça levantada e prepare-se para a próxima seleção de apostas.

Não há vergonha em admitir que tivemos um dia mau, ou até que não temos ainda o conhecimento necessário para podermos ser bem-sucedidos num determinado mercado de apostas. Fazer uma pausa e refletir sobre estes momentos é importante.

É melhor parar de apostar num determinado mercado desportivo em que não estamos a conseguir obter vitórias consistentes do que insistir permanentemente, e essa autocrítica também deverá ser capaz de fazer. Veja que mercados alternativos existem, aposte sem risco com apostas sem dinheiro, e apure estratégias. Como diz a velha máxima: “Falhar em preparar-se é preparar-se para falhar”.