18+ | Jogue com responsabilidade | Termos e Condições Aplicáveis | Conteúdo comercial | Somente para novos clientes

Ídolos disparam contra o City: ‘Vergonha para o nosso país’

Manchester City - Ídolos disparam contra o City: 'Vergonha para o nosso país'
Alguns jogadores do Manchester City congratulam-se após golo em jogo pela Premier League. Crédito: IMAGO / Pro Sports Images

O Manchester City foi acusado de quebrar as regras do Fair Play Financeiro cerca de 100 vezes num período de nove anos.

Ainda ninguém sabe se é culpado ou não, e ninguém sabe que tipo de punição receberá se fore considerado culpado.

Mas o “BonusCodeBets”, site parceiro do Vivaposta.pt, entrevistou duas ex-estrelas da Premier League e da seleção de Inglaterra, John Barnes e Paul Parker, sobre a investigação e a sua opinião sobre a mesma.

‘Tem de ser investigado rapidamente’

– Li que pode levar quatro anos a descobrir se o Manchester City é culpado ou não, o que é ultrajante. Não se pode deixar em suspenso durante tanto tempo, têm de o investigar muito mais rapidamente do que isso – diz Paul Parker, acrescentando em seguida: – Trata-se da vida e das famílias das pessoas, porque não afetará apenas os jogadores, mas também todos os membros dos clubes, do topo à base da pirâmide.

O ex-lateral-direito, que fez história pelo Manchester United, rival do City, e que disputou o Mundial de 1990, complementou:

Eu só quero que isto fique despachado para podermos concentrar-nos novamente no futebol. Os jogadores precisam de saber o mais depressa possível para que possam decidir o que fazer com as suas carreiras.

‘Uma vergonha para o nosso país’

Parker afirmou que não sabe que tipo de punição o Manchester City deverá receber, mas deixou bem claro que considera ser uma vergonha para Inglaterra. Também tem uma sugestão para como o evitar no futuro.

Isto é, sem sombra de dúvida, uma vergonha para o nosso país. Há alguns anos, nunca esperaríamos que isto acontecesse no nosso país e estou arrasado, embora tente concentrar-me no que sou bom, que é analisar futebol – ressaltou. – Não sei qual seria a melhor punição, pois não sou advogado. Não sei se uma dedução de pontos vale assim tanto, mas isso não cabe a mim decidir.

– Mas o que devíamos fazer futuramente era contratar ainda mais pessoas para um órgão que poderia investigar isto todos os dias. Isso criaria trabalho para mais pessoas no nosso país, mas também poderia ser uma boa forma de evitar estas coisas no futuro.

‘Porquê deixar o City?’

John Barnes é um pouco mais relutante quando se trata de criticar o Manchester City e não vê motivos para os jogadores ou Pep Guardiola deixarem o clube, mesmo que sejam punidos com perda de pontos e, assim, fiquem fora da próxima Liga dos Campeões.

– Não sabemos se haverá sanções ou multas. O que sabemos é que são uma equipa de futebol fantástica. Quando esses jogadores e o treinador vão para um jogo, nada os impede de fazer apresentações incríveis. Se for uma vida inteira de punições ao clube, alguns jogadores poderão tentar seguir em frente fora do City, mas isso é improvável.

É uma equipa fantástica, com grandes jogadores e um grande treinador. Porque iriam querer deixar o Manchester City? Sei que o futebol está diferente e que os tempos mudaram, mas, quando eu fui para o Liverpool, eles iam ficar fora das competições europeias durante cinco anos e isso não me impediu de ir para o Liverpool.

Barnes, com dois Mundiais no currículo, refere-se ao castigo que o Liverpool sofreu depois do ocorrido em Heysel, na Bélgica, quando 39 pessoas morreram num conflito no estádio onde a equipa inglesa e a Juventus decidiram a final da Liga dos Campeões de 1984/1985. Os adeptos dos Reds foram considerados culpados da tragédia e, graças a isso, as equipas inglesas foram proibidas de disputar competições europeias durante cinco anos.

Tiago Jorge
443 articles
Tiago Jorge é um amante de desporto que foi atleta Federado de Hóquei em Patins durante 22 anos com passagens pela Seleção Portuguesa de Hóquei em Patins, Benfica e Sporting. Formado em Marketing e Comunicação, atualmente desenvolve conteúdos sobre a atualidade desportiva em Portugal e para os amantes de iGaming.