18+ | Jogue com responsabilidade | Termos e Condições Aplicáveis | Conteúdo comercial | Somente para novos clientes

Ronaldo num mau ciclo: Irmã do craque português revoltada com as “críticas”

Cristiano Ronaldo no aquecimento pela seleção nacional portuguesa. Foto de IMAGO
Cristiano Ronaldo no aquecimento pela seleção nacional portuguesa. Foto de IMAGO

A irmã de Ronaldo, Katia Aveiro, defendeu o seu irmão, apelidando os críticos de “doentes e ingratos” depois de ele ter sido fortemente escrutinado na sequência da derrota de Portugal por 1-0 para Espanha.

Ronaldo, de 37 anos, jogou 90 minutos na terça-feira, quando Portugal falhou uma final da Liga das Nações da UEFA, com quatro pontos.

O avançado do Manchester United teve dois remates defendidos pelo guarda-redes espanhol Unai Simon, perdendo outra oportunidade de marcar golos, levando a críticas nos meios de comunicação social, mesmo nos meios de comunicação social portugueses, de que deveria ser apoiado.

Um artigo no jornal português Diario de Noticias dizia sobre Ronaldo: “E, claro, controvérsia ou não, Cristiano Ronaldo também jogou desde o início – o capitão estava lento e cansado [após um certo ponto] e perdeu três oportunidades claras de marcar”.

Aveiro afixou uma fotografia de um Ronaldo em queda de crista no campo no final do jogo e escreveu no Instagram: “No desporto, no futebol, como na vida, a ingratidão é o pior de todos os vícios”!

Aveiro tinha anteriormente acusado os críticos de ter uma memória curta.

Ela publicou nas histórias Instagram a mesma fotografia de antes com um texto que dizia: “É preciso dar uma mão àqueles que deram sempre, a sua por Portugal. Mas os portugueses são doentes, mesquinhos, sem alma, estúpidos, ingratos e eternamente mal agradecidos… Ninguém lhe dá uma mão. É cruel. Ele deu e continua a dar tanto.”

“O que está sentado é Cristiano Ronaldo [na fotografia] e ele é simplesmente o melhor jogador do mundo.”

“Não me surpreende nada nos tempos atuais em que vivemos, os portugueses cospem no prato em que comem, tem sido sempre assim. Assim, quando alguém aparece das cinzas e muda de mentalidade, incomoda-os… Contigo sempre, meu rei. Calma.”

Um Ronaldo visivelmente frustrado, que marcou um golo em oito partidas em todas as competições pelo United nesta época, atirou a braçadeira de capitão para o banco após o jogo.

Ronaldo, cinco vezes vencedor da Ballon d’Or, marcou um recorde mundial masculino de 117 golos em 191 jogos internacionais desde a sua estreia em Portugal, em 2003. Foi capitão de Portugal no título do Campeonato Europeu de 2016 e na coroa da Liga das Nações da UEFA em 2019.

Portugal e o seu colega de equipa Bruno Fernandes acredita que não se deve fazer drama sobre Ronaldo.

“Cristiano está a ir bem”, disse Fernandes. “Ele tem a ambição de ajudar a equipa nacional, como sempre fez, e não há necessidade de inventar grandes histórias sobre isto”.

“Cristiano está aqui, ele está aqui para ajudar, e continuará a ajudar. Cristiano é um avançado, ele quer marcar golos, a frustração é normal, mas não havia ninguém mais frustrado do que qualquer outro.”

“Ficámos todos muito frustrados, não há necessidade de fazer uma novela em torno de Cristiano. Ele fez o que tinha a fazer, os golos virão, estas são fases, quando os golos começarem a aparecer ele terá mais capacidade e calma para continuar a marcar muitos golos para a nossa seleção nacional. Não podemos esquecer que ele é o melhor marcador internacional [masculino] de golos.”

Tiago Jorge
399 articles
Tiago Jorge é um amante de desporto que foi atleta Federado de Hóquei em Patins durante 22 anos com passagens pela Seleção Portuguesa de Hóquei em Patins, Benfica e Sporting. Formado em Marketing e Comunicação, atualmente desenvolve conteúdos sobre a atualidade desportiva em Portugal e para os amantes de iGaming.